Notícias

Escritores Gonçalenses assumem cargos técnicos na Academia Brasileira de Literatura de Cordel

A literatura de cordel é um patrimônio cultural brasileiro, pois nela encontramos suas especificidades e excentricidades. Reconhecidamente nordestino, o cordel, nas últimas décadas, vem ganhando cada mais espaço na grande mídia. O poeta que escreve cordel tem um nome próprio, o cordelista.

As barreiras territoriais caíram, graças ao desenvolvimento tecnológico, propiciando assim, com ampla divulgação, a quebra do regionalismo particular, ou seja, aquele que fica restrito somente a uma região, em prol da propagação da cultura de uma maneira mais ampla.

Cordelistas são encontrados por todos os cantos do Brasil e do Mundo. Eles são regidos por sua academia nacional, localizada no Rio de Janeiro, nesse caso a Academia Brasileira de Literatura de Cordel, a ABLC.

Segundo o site da instituição: “A ABLC foi fundada no dia 7 de setembro de 1988. Na diretoria, assim constituída, eram somente três os cordelistas: o presidente, Gonçalo Ferreira da Silva, o vice, Apolônio Alves dos Santos e o diretor cultural, Hélio Dutra. Hoje o corpo acadêmico da ABLC é composto de 40 cadeiras de membros efetivos, sendo que 25% destas cadeiras podem ser ocupadas por membros não radicados no Rio de Janeiro”.

Além dos acadêmicos, outros membros, não necessariamente cordelistas, são eleitos para formarem a equipe técnica da ABLC. Historiadores, escritores, poetas e amantes do cordel podem ser eleitos para cargos de assessores e pesquisadores da instituição, cujo objetivo é a fomentação da cultura popular, além de elevar e disseminar a Literatura de Cordel no Brasil e no exterior.

E São Gonçalo não ficou de fora desse seleto grupo de assessores. Na última semana, os escritores Erick Bernardes e Ezequiel Alcântara assumiram seus cargos na equipe técnica da ABLC. Erick Bernardes é Professor de Literatura e Redação do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Mestre em Estudos Literários pela Faculdade de Formação de Professores da Uerj (FFP) e doutorando em Literatura Comparada na Universidade Federal Fluminense (UFF). Atualmente ele se preocupa em recuperar a história oral dos lugares, por meio da literatura. Gonçalense com orgulho, ele já publicou o livro Panapaná: contos sombrios e Cambada: crônicas de papa-goiabas. É prefaciador de livros, crítico literário e publica folhetos de cordel sobre o município de São Gonçalo com o poeta e amigo Zé Salvador, com relação ao qual  Erick afirma ter uma gratidão eterna pela parceria e ensinamentos que esse mestre do cordel lhe proporcionou. Também colabora com o Jornal Daki, com a Revista Entre Poetas e Poesias, além de ser colunista e editor do Suplemento Literário Araçá.

Já Ezequiel Alcântara Soares tem 20 anos e nasceu na cidade de Reriutaba, em 28 de julho de 2000, no estado do Ceará. Porém se desenvolveu profissionalmente como escritor na cidade de São Gonçalo – RJ. É poeta, escritor, cordelista e trovador, graduando Filosofia pela UFF – Niterói. Desde criança brilhou os olhos pela arte e pela cultura, especialmente a poesia. Aos 13 anos escreveu e publicou seu primeiro cordel chamado “Ezequiel – O cangaceiro irmão de Lampião”, com o incentivo e ajuda do seu mestre e amigo, o poeta João Rodrigues. Em 2014, devido a questões familiares, migrou para a cidade de São Gonçalo/RJ. Naquele mesmo ano, escreveu um cordel chamado “A chegada de um alienígena no Brasil”, que só foi publicado oficialmente, com o brasão da ABLC, em junho de 2019. Esse ano (2020), escreveu um livro de poesias chamado “Destinado à Solidão”, porém ainda não publicado. Hoje, faz parte do grupo de colunistas da revista “Entre Poetas e Poesias”.

Para Erick Bernardes: “Foi de uma relevância absurda, pois além de saber da importância que o cordel tem, principalmente para o Brasil, nós sabemos que é a única literatura genuinamente brasileira, sendo reconhecida pelo IPHAN, como patrimônio imaterial. Eu sou apaixonado pela literatura de cordel e quando comecei a escrever as histórias de São Gonçalo, em parceria com o cordelista Zé Salvador, quem eu considero um gênio, eu passei a pesquisar mais e a paixão só foi aumentando. Hoje, meu doutorado é uma pesquisa voltada para Graciliano Ramos, mas com um dos braços de investigação voltado para a literatura de cordel. Quando terminamos (Erick e Zé Salvador) a série de cordéis sobre São Gonçalo, Zé Salvador me convidou para conhecer a ABLC. A visita foi ótima, conheci a todos e fui convidado para uma plenária, voltando diversas vezes. E outra instituição que me influenciou no gosto pelo cordel foi a Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, com a fundação da cordelteca local. Recentemente, recebi o convite para ser assessor de imprensa da ABLC, e fiquei muito feliz, pois o convite foi estendido ao Ezequiel Alcântara. E o fato saber que irei representar a maior academia de cordel do mundo é muito legal”.

“Eu fiquei sem palavras para descrever minha alegria, pois desde pequeno quando me interessei pelo cordel, sempre ouvi falar da ABLC. Quando encontrei com Gonçalo (Presidente da instituição), quando ele visitou a cordelteca da minha cidade, nutri o sonho de um dia poder ocupar uma cadeira na instituição. Fiquei muito feliz, pois estou entre os grandes da literatura de cordel. Não acreditei quando soube da notícia. Sei da responsabilidade que é representar academia, pois não é fácil carregar o nome da literatura de cordel. Espero cumprir meu papel da melhor maneira possível. E espero que meu trabalho dê frutos tanto para academia quanto para sociedade” – conclui Ezequiel Alcântara.

Quem quiser conhecer ABLC está localizada na cidade do Rio de Janeiro, no bairro de Santa Teresa, à cerca de 500 metros do Largo do Guimarães. Endereço: Rua Leopoldo Fróes, 37 – Santa Teresa – Rio de Janeiro – RJ – Brasil – Cep: 20241-330 – Tels: 55 21 2232-4801 / 2221-1077 – Site: www.ablc.com.br

Mostrar mais

Redação

A Revista "Entre Poetas & Poesias" surgiu para divulgar a arte e a cultura em São Gonçalo e Região. Um projeto criado e coordenado pelo professor Renato Cardoso, que junto a 26 colunistas, irá proporcionar um espaço agradável de pura arte. Contatos WhatsApp: (21) 994736353 Facebook: facebook.com/revistaentrepoetasepoesias Email: revistaentrepoetasepoesias@gmail.com.br

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: