Notícias

Book Brasil abre inscrições para segunda edição da premiação em diversas áreas literárias

O Prêmio Book Brasil segue para a sua segunda edição com inscrições abertas a partir do dia 1 de novembro, e com algumas mudanças significativas como a formação de um júri técnico formado por 16 integrantes, novas categorias como histórias em quadrinhos e com o mesmo objetivo de valorizar a literatura brasileira, seus escritores e beneficiar mais uma instituição, vamos conferir um pouco dessa trajetória:

“Certo dia uma criança de aproximadamente oito anos, se levantava no meio da roda de leitura sem pedir licença, ia até a recepção da instituição e trazia biscoitos que enchiam a mão. Ela voltava a sentar e quando aquela remessa acabava, repetia o mesmo percurso. O orientador não querendo interromper a leitura, mas se sentindo incomodado com aquele movimento interveio: ‘Oi, o horário do lanche já acabou, então sente-se conosco e vamos desfrutar da leitura?’. O que para a sua surpresa teve como resposta: ‘Tio, isso aqui não é mais o meu lanche, é o meu almoço. A mamãe mandou eu comer o quanto eu pudesse porque não vai ter comida de novo lá em casa’. Ele respondeu: ‘Tudo bem’, e com a voz embargada, continuou a leitura como se não houvesse escutado aquilo. A verdade é que ele escuta até hoje”.

É com essa história verídica contada pelo escritor e educador social Marcos de Sá, que atuava como professor voluntário em uma instituição situada no Bom Jardim, uma das maiores periferias de Fortaleza, que iniciamos a trajetória do Prêmio Book Brasil e dos projetos sociais que surgiram a partir da sua iniciativa.

Durante três anos, Marcos vinha trabalhando diretamente com crianças e adolescentes da periferia, os quais em sua grande maioria não eram incentivados e nem tinham interesse pela leitura, muitos contavam que nunca ganharam um livro de presente, o que era um desafio a ser confrontado nas rodas de leituras e trabalhos educacionais. No primeiro momento, teve a ideia de colocar uma placa na recepção do instituto, que atendia mais de 500 estudantes na comunidade, solicitando a doação de livros educacionais. O que não houve resultado.

Com o desejo de dar um livro a cada um dos 150 alunos, que atendia semanalmente com aulas de língua portuguesa, reforço escolar, leitura e recreação educativa, começou a fazer apelos em redes sociais para as doações dos materiais, o que lhe rendeu pouquíssimo retorno. Apesar das frustrações iniciais havia uma pergunta que não cessava: O que eu posso fazer para mudar essa realidade?

Ele compreendeu através das vivências que teve, que a periferia precisa de comida para sobreviver a mais um dia, mas precisa de livros e incentivo para mudar o restante dos seus dias. Só a educação pode mudar o destino de alguém que enche a barriga de biscoito porque não tem almoço. E dessas inquietações surgiu a ideia inesperada de criar um prêmio ou projeto literário onde as pessoas doassem esses livros em troca de alguma coisa. Mas o quê?

Após se inscrever em um concurso literário, como escritor, teve a ideia de criar um prêmio literário diferente, onde o objetivo principal fosse essas doações. Ele já mantinha um Instagram literário chamado @book_brasil onde publicava incentivos à literatura brasileira, e a partir dele nasceu o Prêmio Book Brasil. Uma ideia ousada que ele pesquisava sozinho a melhor maneira de executá-la a fim de que o público levasse a proposta a sério, o que foi muito desafiador no começo.

O Prêmio Book Brasil foi idealizado em meados de 2019. Após uma árdua pesquisa e com apoio do amigo e pedagogo, Adriano Silva (SP), o edital da primeira edição foi lançado em janeiro de 2020. Lançado e divulgado por conta própria, sem nenhum tipo de patrocínio. Assim foram chegando as primeiras inscrições e em um mês o prêmio contava com 62 escritores nacionais que no ato da inscrição fizeram doações de livros, itens escolares e jogos educativos à instituição beneficiada pelo edital. Essas doações chegaram a mais de 150 crianças e adolescentes que puderam levar para suas casas livros, cadernos, lápis de cor, esperança e amor. Superando as expectativas iniciais e mostrando que a solidariedade foi a grande propulsora.

Como foi a primeira edição?

A primeira edição aconteceu em janeiro de 2020 com a abertura do edital. As inscrições foram realizadas por e-mail e exigiam que as obras inscritas houvessem sido lançadas no ano de 2019. No ato da inscrição os candidatos estavam cientes do envio de doações para a instituição beneficiada. Cada item doado deu direito ao inscrito a escolher uma categoria que se encaixasse em sua obra. Se alguém doou um livro e uma caixa de lápis de cor, por exemplo, tinha direito a participar em duas categorias, desde que sua obra se encaixasse em tais.

De início, foram lançadas vinte categorias, baseadas em uma pesquisa sobre os gêneros e formas literárias brasileiras mais consumidas, sendo elas: Romance de Época, Romance Contemporâneo, Não-Ficção, Fantasia, LGBTQI+, Infantil, Infanto-Juvenil, Poesia, Crônica, Hot, Terror e Suspense, E-book Conto, E-book Fantasia, E-book Romance, E-book Hot, Destaque Wattpad, Capa do ano, Autor(a) Revelação, Autor(a) do Ano e Melhor Livro Nacional. Dessas, dezessete foram preenchidas e concorreram no mês de fevereiro sob votação popular disponibilizada por um formulário on-line.

As obras enviadas, digitais e físicas, foram analisadas segundo as regras do edital e a principal era que os livros inscritos precisavam ter sido publicados em 2019. Marcos de Sá e Adriano Silva, sem ainda contar com a bancada de leitura, faziam essa análise. E apesar da falta de credibilidade inicial por não haver um júri técnico e as votações serem de caráter popular, tivemos um número considerável de inscritos que acreditaram na ideia. Enquanto ocorriam as votações, com duração de um mês, as doações chegavam e eram apresentadas, uma por uma, no Instagram oficial do Prêmio: @premiobookbrasil

Após concluído o período de votação deixamos à disposição do público as três obras mais votadas de cada categoria e, após uma semana revelamos os finalistas. Isso aconteceu no dia 28 de março de 2020 (já no período de isolamento social). Foram mais de 3.400 votos, 80 obras concorrendo e 62 autores participantes.

Com grande parte das doações recebidas, no dia 9 de março, realizamos no Instituto Katiana Pena, em Fortaleza (CE), um momento de leitura, contação de histórias e a entrega das doações para mais de 150 crianças e adolescentes carentes da periferia do Bom Jardim. O restante dos livros foi encaminhado para o Projeto Periferia Que Lê, que também é uma extensão do Prêmio Book Brasil.

Apesar dos desafios, o Prêmio Book Brasil aconteceu com o apoio de cada inscrito, que foram os grandes propulsores desse projeto. Como gratificação, receberam um certificado além do apoio de nossas mídias sobre suas obras e entrevistas. Tudo disponível nas redes sociais do projeto. Os finalistas dessa edição (melhores de 2019) mais votados pelo público, foram: ROMANCE DE ÉPOCA: Vidas que se encontram, de Emivaldo Alves; ROMANCE CONTEMPORÂNEO: Lembranças das drogas que me mataram, de Hugo Pascottini Pernet; NÃO-FICÇÃO: Aprendendo a controlar sentimentos, de Sérgio Augusto Mazza; FANTASIA: Conto de fadas malvadas, de Jane Lucas; LGBTQI+: Amor & preconceito, de Pedro Fontes; INFANTIL: O incrível poder de comer verduras, de Mardênia Maria de Sousa Magalhães; INFANTO-JUVENIL: A pequena Flor-de-Lis, o beija-flor e o imenso amarelo, de Luíza Moura; POESIA: Aos amores, quase amores ou nem isso, de Juliana Kaori; CRÔNICA: Entre livros e cafés, de Evandro Valentim de Melo; E-BOOK ROMANCE: Anjos guardem meus segredos, de Camila Menezes; E-BOOK CONTO: O novo peso da nuvem, de Vera Oliveira; E-BOOK FANTASIA: O som daqueles tempos, de Fábio Ritter; DESTAQUE WATTPAD: O coitadinho, de Maria Mendes; AUTORA REVELAÇÃO: Luíza Moura; CAPA DO ANO: Passagem da chuva, de Fernando Aquino, AUTORA DO ANO: Luíza Moura e MELHOR LIVRO NACIONAL: Passagem da Chuva, de Fernando Aquino.

A segunda edição

Alguns dos participantes e outros profissionais da área literária, acreditando no potencial desse prêmio, se agregaram voluntariamente à equipe técnica para a sua segunda edição. Em abril, foi criado um grupo para discussão sobre o novo processo que agora inclui a leitura das obras inscritas. A equipe conta com dezesseis pessoas envolvidas com literatura como: escritores, pedagogos, graduados em Letras e outras formações, produtores editoriais, além de leitores vorazes. Com isso, o Prêmio Book Brasil se fortalece para crescer a cada ano alcançando o maior número de pessoas possíveis. Levando a leitura a lugares escassos dela, além de continuar valorizando a nossa literatura, que é brasileira.

Para os melhores de 2020, contamos com dezessete categorias, e são elas: Poesia, Conto, Crônica, Romance de Época, Romance Contemporâneo, Romance de Entretenimento, Infantil, Infanto-Juvenil, História em quadrinhos, Não-ficção, E-book Romance, E-book Conto, E-book Crônica, Capa do ano, Autor(a) revelação, Autor(a) do ano e Livro do ano. Para cada uma foi criada uma tabela interna com três competências que devem ser levadas em consideração no momento de leitura e análise. A equipe de leitura foi dividida em grupos de três para cada categoria, sendo que alguns ficaram responsáveis por mais de uma categoria. Cada competência terá uma nota entre 5.0 a 10.0 que além de definir os mais bem pontuados em cada categoria, definirá os vencedores do eixo especial que são: autor(a) revelação, autor(a) do ano e livro do ano, caso os escritores também tenham se inscrito para concorrer nele.

Após análise em grupo do que funcionou ou não da edição anterior, foram feitas algumas alterações na quantidade e formato das categorias; a estruturação para o processo de leitura e pontuação; a melhoria das mídias sociais; as opções de doações que precisam se adaptar às necessidades da instituição a ser beneficiada, entre outros aspectos. O próximo projeto a ser beneficiado em 2021 é o ACAJE, em Florianópolis (SC) que atende a mais de 67 crianças e adolescentes entre 6 a 14 anos em situação de vulnerabilidade social, que é para onde serão destinadas as doações (livros educacionais, revistas em quadrinhos, material escolar, jogos educativos, são algumas das opções) da segunda edição do Prêmio Book Brasil.

O regulamento está disponível desde o dia 16 de outubro no site: www.premiobookbrasil.com/regulamento e o período de inscrições vão de 1 de novembro a 2 de dezembro de 2020, onde os inscritos devem preencher um formulário online contendo informações da obra, foto da capa e PDF do conteúdo a ser lido e analisado. As leituras serão iniciadas ainda em novembro após as obras inscritas serem devidamente analisadas e deverão seguir até o final de janeiro para a seleção final dos cinco mais bem pontuados em cada categoria. Esses irão à voto popular entre 1 a 27 de fevereiro de 2021. E no dia 7 de março de 2021 conheceremos os grandes finalistas, os mais votados pelo público.

Todos os inscritos que foram devidamente analisados e lidos estarão disponíveis em uma lista no site: https://www.premiobookbrasil.com/post/lista-dos-inscritos-no-ii-premio-book-brasil

Além do certificado de participação aos finalistas, em versão digital e física, e do apoio das mídias através de entrevistas, essa edição conta também com a premiação de um serviço editorial completo ao vencedor da categoria Livro do Ano, e um vale-desconto de 50% para os finalistas das demais categorias caso desejem publicar uma obra, antiga ou inédita, em versão digital ou física. Oferecido pela empresa DigitalPub.

Texto: Marcos de Sá

Mostrar mais

Renato Cardoso

Graduado em Letras pela UERJ FFP. Pós-Graduado em Educação à Distância – Uninter. Atua como professor desde 2006 na rede privada. Leciona Língua Inglesa e Literatura em diversas escolas particulares e em diversos segmentos no município de São Gonçalo. Coordenou, de 2009 a 2019, o projeto cultural Diário da Poesia, no qual também foi idealizador. Editorou o Jornal Diário da Poesia de 2015 a 2019 e o Portal Diário da Poesia em 2019. É autor e editor de diversos livros de poesias e crônicas, tendo participado de diversas antologias. Apresenta saraus itinerantes em escolas das redes pública e privada, assim como em universidades e centros culturais. Produz e apresenta o programa “Arte, Cultura & Outras Coisas” na Rádio Aliança 98,7FM. Hoje editora a Revista Entre Poetas & Poesias. Contato: professorrenatocardoso@gmail.com

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: