Cleia Nascimento

Desassossego

Desassossego

Enxergo-me, às vezes,
de modo demasiado profundo,
que levo comigo a certeza
de que pouco apresento-me aqui.

Faço gigantescas viagens,
solitária, atravesso o mundo.
Modifico minha natureza,
adormeço em meu jardim.

Por descuido, vez ou outra,
esqueço-me da janela entreaberta,
escapa-me alguma poesia,
provável desassossego que senti.

Em particular amplitude,
descubro-me por um instante desperta,
impulsiona-me repentina ousadia,
que me liberta ao desnudar-me assim.

 

Por Cleia Nascimento

Mostrar mais

Cleia Nascimento

Transformo impressões sobre o mundo e sentimentos em versos, que florescem a qualquer momento e em qualquer lugar. Escrevê-los tornou-se uma necessidade para minha alma sentir-se feliz. Sou graduada em Letras (Português/Espanhol) pela UFF. Pós-Graduada em Leitura e Produção Textual, também pela Universidade Federal Fluminense. Atuo como professora de Língua Portuguesa e Literatura na rede estadual de educação do Rio de Janeiro há doze anos. Também leciono na rede municipal de ensino da prefeitura de São Gonçalo há vinte e dois anos, no momento como professora de Língua Espanhola e de Redação. Trabalhei como Agente de Leitura. Fui professora da rede municipal do Rio de Janeiro. Participei da Banca de Espanhol para correção de vestibulares da UFRJ. Colaborei com a formulação da grade curricular do SESI. Fui selecionada neste ano para participar da Antologia Poética, Sarau Brasil 2020. Espero que gostem dos meus poemas! Contatos: e-mail cleia.chgui@gmail.com ou pelo Instagram @cleia_textos.

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: