Ezequiel Alcantara

Ezequiel Alcantara

Olá, sejam todos bem vindos ao meu recanto poético! Me chamo Ezequiel Alcântara Soares, nasci em 28 de Julho de 2000 na cidade de Reriutaba no Ceará, onde me criei e vivi na comunidade de Riacho das Flores até o dia em que tive que deixar meu "torrão natal" e viver em São Gonçalo - RJ. Bem, sou apenas um ser humano, que foi se construindo ao longo do tempo, assim como uma colcha de retalhos, formado por luzes e trevas. Desde criança brilho o olhar pela poesia e pela escrita, com muito amor e carinho, o que resultou em cordéis publicados, participação em antologias poéticas e diversos escritos. Faço graduação em Filosofia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), sou membro da União Brasileira de Trovadores (UBT) seção São Gonçalo, colunista na Revista Entre Poetas e Poesias e no Suplemento Araçá. Atualmente faço parte da Assessoria de Imprensa da Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC). Este meu espaço visa, por excelência, apresentar poesias e textos que têm as aspirações poéticas que enobrecem os sentimentos humanos e que transcrevem, sutilmente, as estações do coração. Aproveitem! Que possamos amar profundamente, sejamos poesia!

Flor Divinal

Flor Divinal “Sweet universe you finally did it right You brought up all of my hopes And brought love into…

Leia mais »

Epístola sobre a Desvalia Mútua

Epístola sobre a Desvalia Mútua   “O que é o coração do homem?” Goethe Caríssimo e estimado poeta Ezequiel Alcântara,…

Leia mais »

Anomalia

Anomalia Verso do inverso És tão controverso E um tanto perverso Na tua ilusão De em versos reversos Bastante dispersos…

Leia mais »

Ideal Romântico

  Ideal Romântico Quem me dera viver apaixonado, Decantar versos lindos ao luar E ouvir a minha musa sussurar Votos…

Leia mais »

A Simplicidade do Amor

A Simplicidade do Amor Ao buscar o verdadeiro amor Devemos estar sempre dispostos A ganhar e perder, A lutar e…

Leia mais »

Você, Escritor! – Poema: “Pequenino Vampiro” – Víctor Hugo

Leia mais »

Teu Sorriso, Teu Olhar

Teu Sorriso, Teu Olhar Para minha querida A… És tão bela! Alva tez de doce encanto, Com um negro cabelo,…

Leia mais »

Spleen

Spleen

Leia mais »

Secos Caminhos

Secos Caminhos “Tentei amar nas virginais alfombras; Mais das flores, do amor e da beleza, Eis tudo o que encontrei:…

Leia mais »

Rabeca Sentida

Rabeca Sentida   Lira sertaneja Tão linda graceja Com tanta beleza Suspiros de amor. Oh Doce Morena, Tão bela, serena,…

Leia mais »
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar