Zé Salvador

NAS PÁGINAS BRANCAS DA VIDA, ESCREVA SÓ ALEGRIAS

.
A vida é tão preciosa,
Ela, da nossa existência,
É pedra fundamental.
Viva bem sem dependência,
Largue, então, os maus presságios,
Não alimente a carência.
.
O homem, quando ele nasce
Nasce bom, e nasce puro.
Porém lhe oferece a vida,
Uma corrida de enduro
A pureza que ele tem,
Perde andando pro futuro.
.
Seu HD vem limpinho,
Pronto para as gravações.
Na memória temporária
Vai jogando informações,
Mas no início da vida,
Não guarda as anotações.
.
A mente é uma folha em branco,
Comparando vou dizer:
Tudo que escreve, ela aceita,
Tem jeito para aprender,
Mas nem tudo ali escrito,
É bom para se viver.
1

Cada tomo dessa história,
Na mente vai sendo escrito.
O destino é redator,
Porém aqui deixo dito,
Que você é o responsável
Pelas benesses do grito.
.
E nesse caminho andado,
Nunca se admite plágio.
Cada um tem sua história,
Toda a vida é um estágio.
O vencedor tem a glória,
Quem deve não tem deságio.
.
Ponto a ponto vai se pondo,
Puxando o fio entrelaça,
Cada atitude é um ponto
E cada ponto que passa
Pelo tear da existência,
Você não terá de graça.
.
Hoje faz uma benesse,
Amanhã cai num delito…
Siga em frente meu amigo,
Não aumente seu conflito.
Assuma, peça desculpas,
Fica muito mais bonito.
2

Não é bom tentar fugir,
Quem plantou vento a vontade,
Pois a colheita é na certa…
O adágio diz a verdade:
– Quem planta vento – meu Deus! –
Colhe mesmo é tempestade.
.
É bom ser bem maleável,
Às vezes, contorcionista,
Nos caminhos tem penedos,
Muitos buracos à vista.
E quanto mais se desvia
Mais rápido se sai da pista.
.
Não deixe que sua mente
Ventile maus pensamentos.
“Se ligando” muito mais
Invente só bons inventos.
Carona pra nuvens negras?
Negue, nos seus bons eventos.
.
Evite as áreas de fugas,
Jamais faça traquinagem.
Digo-lhe que a vida é bela,
Praqueles que interagem.
Acredito que fugir,
É uma grande bobagem.
3

Busque sempre a luz do sol,
Não queira ambiente escuro
Sem lustre, e pouco distinto,
Não fique em cima do muro.
Não se esconda atrás de medos;
Veja o brilhar do futuro.
.
Por uma simples bobagem
Não perca a sua alegria,
Se zangue, brinque e chore
E pode entrar em porfia.
Não pode é permanecer
Nesse estado todo dia.
.
A nossa vida é pautada,
Por passagens que nos faz
Às vezes sentir orgulho
Por ser daquilo, capaz,
Porém, tem muitas passagens
Que esse orgulho se desfaz.
.
Pois nem sempre o que é ruim,
Visto pelo o nosso olhar,
Vem para nos destruir,
Tem vez é pra melhorar.
Se a vida der fruto azedo
Faça um ponche pra tomar.
4

Prestar atenção, devemos,
Se tem uma ação que fira
Os preceitos divinais.
Andar correto, prefira,
Não dê chances para enganos,
Foque, no bem, tenha mira.
.
Qualquer vivente da terra
Sabe a importância que tem,
Luta com todas as forças
Ao sentir que a morte vem.
O mais pequeno animal,
Foge pra não ser refém.
.
Nesse quesito, nós, Homens,
Procedemos tal e qual.
Porém, diferente, somos,
De qualquer outro animal,
Quando nós somos a presa,
Desse, mais horrendo mal.
.
Acometidos frequentes,
Por depressão, que é real,
Pra nada temos vontade
O pessimismo é normal,
Nessa visão, tudo é feio,
Pois o fim acha cabal.
5

Sempre existiu preconceito
Com tudo que é diferente,
Tendo visão destorcida
A exclusão é frequente,
E as pessoas se afastam,
Esta prática é recorrente.
.
Tudo que não é normal,
Suposta em formalidade,
Não se pode ver sadio,
É doente, isso é verdade.
Depressão não é frescura,
É séria enfermidade.
.
Como um outro mal qualquer
Depressão, sim, é doença.
Não é fraqueza ou bobagem,
Mata mais do que se pensa
Essa tristeza profunda,
Cotidiana sentença.
.
Se alguém se faz retraído,
Na morte vê solução
Pra sair deste conflito,
Não é simples invenção.
Ele não quer se matar,
Só quer chamar a atenção.
6

Estes reais pacientes,
Não ponderam quando agem,
Nem cumprem lei natural.
Jamais fazem por voragem,
Em geral fazem por fuga
Não é que tenham coragem.
.
São coisas do dia a dia
Cotidiana sentença
Isto não é raro, não.
Estatística não é cresça,
E esta é alarmante,
Que seu número nos convença.
.
Escute com o coração
O apelo dos sofrimentos,
Pode ver na quietude
Dos silêncios desatentos,
Não deixe se fazer tarde
Pra não doer em lamentos.
.
O agente transformador,
Não pode ser qualquer lei
Desse meio em que vivemos
Dizendo um simples: “cheguei! ”
Mostre-se com ação viva,
O acolha na sua grei.
7

Uma conversa amiga,
Um olhar ou um sorriso,
Uma pequena atenção,
Um gesto de improviso,
Uma palavra de afeto,
Tem valor e é preciso.
.
Mas pra que isto aconteça
Temos que ser condutor
Sendo na linha de frente
O agente transformador,
E passar este bastão
Espalhando muito amor.
.
Cada ser humano é único,
Único e particular
É um mundo intransponível
Onde ninguém pode entrar,
Porém o amor pelo próximo
É a chave que Deus nos dar.
.
Este momento é propício
Para um gesto tão singelo
A campanha está no ar
A do setembro amarelo.
Que não seja sazonal,
É bom ter um paralelo.
8
Zé Salvador.

.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: