Davi Noronha

Inversão temporal

Até penso em voltar a ser o que fui um dia

Mas meu passado, seria pior ainda no futuro

Não vou mudar de vida só com poesia

Nesses momentos, prefiro pular o muro

E ir para uma área mais vendável

Meio falsa

E quase impossível

Fingindo estar bem

Desagradável

Em todos sonhos de valsa

Pesadelo é ser invisível

Agora entendem meu medo do passado

Passar por todos e não ser enxergado

Como um fantasminha camarada

Metonímia pra dizer que fui assassinado

Pelo monstro

Que sou responsável

Por ter criado

E, mesmo morto

Demonstro

Meu estado instável

E, inevitavelmente, engraçado

HaHaHa…

Mostrar mais

DNA

Davi Noronha é um jovem poeta e um músico iniciante. Sonhador e bastante clichê. Uma pessoa que quer viver do seu sonho, mas, ao mesmo tempo, com medo da rejeição. Buscando aprovação até mesmo nessa biografia rs. Acho que sou isso...

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Eu produzi um vídeo retratando fake na Pandemia e ainda não postei.É um teatro online respeitando o distanciamento tendo uma versão de um conto clássico como fundo. A história é realista mas o final é pura fantasia. Tenho dificuldades para publicar meu trabalho e estou em busca de orientação prática.
    A sátira faz crítica a descrença na ciência e na vida de consumismo e falta de humanidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: