Cleia Nascimento

Pão

Pixabay

Pão

Remexe e remexe…
Olha daqui, olha dali.
Cheira embalagens.
Espalha tudo pelo chão.
E como disse Bandeira,
não era um cão.

Remexe e remexe…
Rasga rápido com as unhas
os multicoloridos  sacos.
Mas como disse Bandeira
não era um gato,
tampouco, um rato.

Meus olhos o acompanham,
através das frias grades,
nessa bruta diária busca,
com seus ágeis membros magros
vasculhando o enorme galão,
selecionando possíveis recicláveis
que consiga trocar pelo pão.

 

Por Cleia Nascimento 

Instagram: @cleia_textos

 

Mostrar mais

Cleia Nascimento

Transformo impressões e sentimentos em versos, que florescem a qualquer momento e em qualquer lugar. Sou graduada em Letras (Português/Espanhol) pela UFF. Pós-Graduada em Leitura e Produção Textual, também pela Universidade Federal Fluminense. Atuo como professora de Língua Portuguesa e Literatura na rede estadual de educação do Rio de Janeiro. Também leciono na rede municipal de ensino de São Gonçalo. Tenho poemas publicados em algumas antologias. Contatos: e-mail cleia.chgui@gmail.com ou pelo Instagram @cleia_textos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: