Renato Amaral

07 de Janeiro – Dia Nacional do Leitor

Imagem de mohamed Hassan por Pixabay

 

Hoje é o dia do leitor e é por ele que todo escritor procura oferecer o que tem de melhor nas suas ideias, inspirações, estudos e devaneios. A missão do escritor nos dias de hoje é tentar comunicar aos seus leitores (quando os têm) um amontoado de letras para formarem algumas frases e parágrafos atraentes. Numa época em que a leitura se tornou dinâmica, assim como a vida corrida das pessoas torna-se necessário que o escritor se adeque à realidade. Eu que não sou econômico quando estou escrevendo tento me controlar de acordo com o texto narrado para não me tornar prolixo em escritas de cunho rápido.

O que ninguém pode negar é que antes de ser um escritor, todos já foram e são leitores. Gostamos de ler boas histórias e muitos (também me enquadro) viajam deliberadamente nelas fazendo da leitura parte de suas vidas. O certo é que o Leitor encontra vasto material a sua escolha para seu prazer, em compensação o Escritor padece diuturnamente da procura invisível de seus leitores. Para ser sincero há casos que o Escritor não encontra leitores nem mesmo dentro de seu seio familiar. Nem esposas, filhos, pais. Nem elogios, comentários e até umas críticas para termos a certeza de sermos lidos. Não que eu seja um escritor carente. Triste sina a nossa…rs.

Por isso eu venho nesse texto do dia do Leitor fazer uma pegadinha. E juro que faço sem a menor pretensão de obter êxito, pois não comecei a escrever ontem. Proponho a todos que lerem esse texto deixarem algum comentário para eu saber que em algum lugar minhas letras alcançaram algum Leitor.

 

Por Renato Rivello

E-mail: renatorivelloescritor@gmail.com

Instagram: @renatoescritor

Mostrar mais

Renato Amaral

Renato Rivello Amaral, carioca de Santa Tereza, cidadão de São Gonçalo e morando atualmente na pacata e inspiradora, São José do Calçado no Estado do Espírito Santo. Estudante Rosacruz, técnico em Radiologia, flamenguista fanático e apaixonado pelas filhas Rannya e Rayanne. Cultiva desde criança uma paixão pelos livros e seus gênios. Autor do livro de poemas Solilóquio Antes e Depois da Forca (2020). Premiado em dezenas de concursos literários (Poesia, Crônica, Conto e Microconto), e publicado em Antologias e Coletâneas. É tão ligado à Literatura que de vez em quando não se contém e atreve-se a rabiscar algumas linhas.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Sempre muito coerente e inteligente em suas colocações. De uma escrita simples e objetiva mas com propósitos implícitos muito bem trabalhados.

    Obrigada por dividir sabedoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: