mariângela tavares

PAIXÃO MOLHADA

 

Cai a chuva bem fraquinha
sobre mim e em você.
Na marquise, abraçadinha…
E o final, quem vai prever?

Vai caindo bem mais forte
os pingos que o vento espalha.
Encharcados à própria sorte,
já nem sinto a roupa de malha.

E então você me olha
e me vê como mulher.
Seu corpo também se molha
e ter-me é o que mais quer.

É então que seus lábios finos
se encostam molhados nos meus.
Ouço o cantar dos sinos
que anunciam a presença de Deus.

O som vem da longínqua igreja
que assiste o nosso furor.
Na boca um sabor de cereja,
sela o início de um grande amor.

Mariângela Tavares

Mostrar mais

Mariângela Tavares

Sou Mariângela Tavares, natural de São Gonçalo, Rio de Janeiro, graduada em Letras pela UNIVERSO. Atualmente sou aposentada como Professora de Língua Portuguesa e Literaturas da Língua Portuguesa para Ensino Médio pela Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais. No momento atuo como Ativista Cultural, fazendo palestras em escolas; sou secretária da UBT (União Brasileira de Trovadores de São Gonçalo). Fui colunista do extinto Jornal Diário da Poesia e participei do Projeto Diário da Poesia (eventos) e de seu projeto Itinerante, em escolas de São Gonçalo e de cidades vizinhas. Participei de 11 coletâneas lançadas em São Gonçalo e Niterói, mas ainda não lancei o meu primeiro livro autoral. Escrevo poemas com versos livres, trovas e crônicas. E pretendo levar entretenimento e reflexão aos leitores da Revista Entre Poetas e Poesias.

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: