João Rodrigues

Professor

Ao Mestre, com carinho!

Eu sou inverno e verão
A mão que planta a semente
Sou eu quem diariamente
Irriga e aduba o chão
Desta verde plantação
Feita de jovem e criança
Sou a mão da confiança
Deste mundo estudantil
Que pinta o nosso Brasil
Com o verde da esperança.

Eu sou a luz no escuro
A mão que abre a estrada
O guia d’uma caminhada
Em direção ao futuro
Eu sou o porto seguro
De qualquer embarcação
Que tem na educação
Seu verdadeiro valor
Sou o poder transformador
De toda e qualquer nação.

Sou o cobertor no frio
Eu sou a sombra no sol
Eu sol a luz do farol
Que orienta o navio
Eu sou a curva do rio
Que dá força à sua jornada
A estrela da madrugada
Que lhe aponta o nascente
A seta que segue em frente
Eu sou a mão camarada.

Sou progresso e solução
Eu sou a voz que ensina
Eu sou a mão que assina
O fim da escravidão
Sou a luz na escuridão
Eu sou um minerador
Que com força, fé e amor
Transforma o ignorante
Em pedra rara e brilhante
Eu me chamo PROFESSOR.

João Rodrigues

Etiquetas
Mostrar mais

João Rodrigues

Nascido em Riacho das Flores, Reriutaba-Ceará, João Rodrigues é graduado em Letras e pós-graduado em Língua Portuguesa pela Universidade Estácio de Sá – RJ, professor, cordelista, poeta e membro da Academia Ipuense de Letras, Ciências e Artes e da Academia Virtual de Letras António Aleixo.

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: