Gilvan Carneiro

Trovas de Amor – Gilvan Carneiro da Silva

TROVAS DE AMOR
*Gilvan Carneiro da Silva *

Neste sonhar em que vivo
da poesia cultor.
o teu sorriso é o motivo
dos meus motivos de amor…
***
Abro a cortina do sonho
e num gesto de quem vela,
me deito a seu lado e ponho
mus sonhos nos sonhos dela…
***
Alvorada dos meus dias
teus olhos – luzes pagãs –
acendem com poesias
o céu de minhas manhãs…
***
É assim que sempre acontece
mesmo que o sol já esteva…
meu dia não amanhece
sem que eu desperte e te veja!
***
Que ousadia dos meus dedos
o seu corpo percorrer,
fingindo sondar segredos
já cansados de saber!…
***
“Eu volto!…” -ouvi na partida.
E em devaneios, sonhando,
sentado à margem da vida
eu continuo esperando…

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: