Gilvan Carneiro

Triste… Triste… – Gilvan Carneiro da Silva

TRISTE… TRISTE…

Era um entardecer cinza de Agosto.
Eu lembro, mas não sei bem precisar
se havia mais tristeza no sol posto
ou no impreciso instante do ficar…

Como era ignoto o vir do sol-se-por!
Tudo tão belo e tudo tão triste… Era
como sentir aquela estranha dor
que há na incerteza da debalde espera.

Quem há de compreender a tarde finda?
Dia já não mais era; lentamente
quedava o sol deixando luz ainda.

Um instante de Agosto… Tu partiste.
E eu, dentro dele… inexplicavelmente
​​​​​​​entristecendo aquela tarde triste…

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Fechar
Fechar
%d blogueiros gostam disto: